top of page

Como funciona o mercado agrícola?


Descubra como o mercado agrícola brasileiro opera, desde a produção até as tendências atuais.O mercado agrícola no Brasil é um dos setores mais importantes da economia do país. Com vastas áreas de terras férteis e um clima favorável, o Brasil é um dos maiores produtores e exportadores de alimentos do mundo. 


Visão geral do mercado agrícola no Brasil


Destacando-se nesse panorama econômico, a cadeia produtiva do agronegócio assumiu um papel significativo, contribuindo com 24,8% do PIB nacional, conforme dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP) em colaboração com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).


A agropecuária, em particular, alcançou uma participação de 26,6% na economia nacional em 2021, marcando um recorde após dois anos de crescimento substancial. No entanto, em 2022, custos mais elevados de insumos e perdas de safra em culturas como a soja levaram a uma diminuição de 4,22% no PIB do agronegócio.


O mercado agrícola brasileiro se destaca por sua diversidade, abrangendo uma vasta gama de culturas e produtos. Além das commodities agrícolas tradicionais, como soja, milho, café, açúcar, carne bovina e aves, o país é reconhecido pela produção de culturas tropicais, incluindo frutas, hortaliças e produtos florestais.

A composição do setor agrícola brasileiro é igualmente diversificada, indo desde pequenos agricultores familiares até grandes empresas agroindustriais. Essa variedade de produtores contribui para a riqueza e a variedade do mercado agrícola no país.


O Brasil ocupa uma posição de destaque no cenário global como um dos maiores exportadores agrícolas, liderando a produção mundial de café, suco de laranja, açúcar e carne bovina. A agricultura brasileira desempenha um papel vital na economia nacional, gerando empregos e contribuindo significativamente para o PIB em diversas regiões do país.


Além disso, a extensa área de terras aráveis do Brasil, com sua diversidade de climas e solos, favorece a produção de uma ampla variedade de culturas ao longo do ano. Essa diversidade geográfica e climática confere ao Brasil uma posição estratégica no mercado agrícola global.



Principais players no setor agrícola brasileiro


O agronegócio brasileiro continua em ascensão, marcando recordes tanto em produção quanto em desempenho financeiro. De acordo com estimativas do IBGE, a safra de grãos 2022/2023 está projetada em 288,1 milhões de toneladas, representando um aumento de 9,6% em relação ao ano anterior. O Ministério da Agricultura tem expectativas ainda mais otimistas, vislumbrando 300 milhões de toneladas até 2024/2025, refletindo uma expansão de 27,1% nesta década em comparação com o fim da anterior.


Essa prosperidade se reflete não apenas na produção, mas também nos resultados financeiros das empresas do setor. A quarta edição da Forbes Agro100 revelou que as 100 maiores empresas listadas alcançaram um faturamento combinado de R$ 1,38 trilhão em 2021, um aumento notável de 34,6% em relação ao ano anterior. Esse crescimento abrange tanto empresas de grande porte quanto aquelas de menor escala, com as 10 principais registrando um aumento de 34,7% em suas receitas.


O desempenho setorial também é impressionante, com destaques notáveis em diversos segmentos. As empresas de proteína animal, por exemplo, viram um crescimento de 28,9% em seu faturamento, enquanto o setor de alimentos e bebidas registrou um avanço de 36,4%. A agroquímica e insumos liderou com um notável aumento de 49%, impulsionado pelos preços internacionais do petróleo.

Esses dados, divulgados na edição Forbes de novembro de 2022, refletem a colaboração com a S&P Global Market Intelligence e a contribuição direta das próprias empresas, destacando a transparência e a confiabilidade das informações compartilhadas.Fatores que influenciam os preços agrícolas no Brasil


Os preços agrícolas no Brasil são resultado de uma interação complexa entre diversos elementos, cada um exercendo sua influência distinta. Desde as condições climáticas até as políticas governamentais, cada aspecto desempenha um papel crucial na determinação dos valores dos produtos agrícolas no país.

Condições climáticas adversas, como secas ou enchentes, podem ter um impacto direto na produção agrícola. Essas variações afetam não apenas a quantidade, mas também a qualidade dos alimentos, refletindo-se nos preços finais.


A demanda global por alimentos, especialmente nos mercados emergentes, tem sido um fator crescente na dinâmica dos preços agrícolas no Brasil. O equilíbrio entre oferta e demanda global influencia diretamente a rentabilidade dos produtores locais.


Os custos de produção, incluindo insumos, mão de obra e transporte, são elementos-chave na formação dos preços agrícolas. Além disso, a logística de transporte dentro do país, dada sua extensão territorial, desempenha um papel significativo na determinação dos custos finais.


As políticas governamentais, como subsídios e regulações, têm um impacto direto nos preços agrícolas, influenciando a competitividade dos produtos brasileiros no mercado internacional. Além disso, a variação cambial pode tornar as exportações mais atrativas ou menos competitivas, afetando diretamente os preços no mercado interno.


A compreensão desses fatores é essencial para entender a dinâmica dos preços agrícolas no Brasil, destacando a complexidade e interconexão entre os elementos que moldam esse mercado.


Relações comerciais internacionais dos produtos agrícolas brasileiros


Em 2023, as exportações do agronegócio brasileiro alcançaram um marco histórico, totalizando US$ 166,55 bilhões, representando um aumento de 4,8% em relação ao ano anterior, o equivalente a US$ 7,68 bilhões. Essa performance impressionante, segundo a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), foi impulsionada principalmente pelo aumento na quantidade de produtos embarcados.


Com essa conquista, o agronegócio brasileiro solidificou sua posição como protagonista nas exportações do país, respondendo por 49% da pauta exportadora total em 2023, um aumento em relação aos 47,5% do ano anterior.

O Brasil se destaca no mercado global de produtos agrícolas, exportando uma gama diversificada de produtos, incluindo soja, carne bovina, frango, café e açúcar, para diversos destinos ao redor do mundo.


Essas relações comerciais internacionais estão sujeitas a uma série de fatores, como acordos comerciais, tarifas de importação, barreiras sanitárias e demanda externa. Diante disso, a diversificação dos mercados de exportação e a busca por novas oportunidades são estratégias vitais para o setor agrícola brasileiro.


Destacando-se como o maior exportador mundial de café, o Brasil é responsável por cerca de um terço do café comercializado globalmente. Sua produção diversificada, com diferentes regiões especializadas em variedades específicas como o café arábica e robusta, além da qualidade reconhecida internacionalmente, fortalecem sua posição no mercado.


Além do café, a soja é outro destaque nas exportações brasileiras. Como o segundo maior produtor global, o Brasil tem expandido sua produção para atender à crescente demanda global por alimentos e biocombustíveis. Sua relevância como fornecedor de soja, amplamente utilizada na indústria de alimentos, ração animal e biocombustíveis, continua a crescer no mercado internacional.


Políticas governamentais que impactam o mercado agrícola


As políticas governamentais desempenham um papel vital na sustentação e expansão do setor agrícola no Brasil, que é um dos pilares fundamentais da economia nacional, impulsionando significativamente o Produto Interno Bruto (PIB).

É indispensável compreender como essas políticas afetam diretamente os agricultores, garantindo não apenas a continuidade de suas operações, mas também a criação de empregos e o suprimento adequado de alimentos para a população.


A Política Nacional de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), reconhecida pela Lei nº 12.805/2013 (Brasil, 2013), destaca-se como um pilar essencial no cenário agrícola do Brasil.

O governo brasileiro assume um papel fundamental na regulamentação e estímulo ao desenvolvimento do mercado agrícola. Políticas como o crédito rural, seguro agrícola, incentivos fiscais e programas de pesquisa e desenvolvimento exercem influência direta sobre os produtores e o mercado em geral.


Além disso, as políticas de comércio exterior exercem um impacto significativo no mercado agrícola brasileiro. Acordos comerciais, tarifas de importação e barreiras sanitárias são fatores determinantes para o acesso aos mercados internacionais e a competitividade dos produtos agrícolas brasileiros.


O crédito rural, uma ferramenta essencial para os produtores agrícolas no Brasil, possibilita o financiamento de insumos, máquinas e equipamentos necessários para a produção. Esse tipo de crédito é disponibilizado por instituições financeiras públicas e privadas, com taxas de juros e prazos diferenciados, adaptados às necessidades do produtor e ao tipo de cultura desenvolvida.


Os programas de pesquisa e desenvolvimento desempenham um papel essencial na busca por maior produtividade e qualidade dos produtos agrícolas. Instituições como a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) lideram esforços para desenvolver novas variedades de sementes, técnicas de cultivo sustentável e soluções inovadoras para os desafios enfrentados pelos agricultores.

__________________________________

O mercado agrícola no Brasil é um setor estratégico e de grande importância para a economia do país. Com sua vasta extensão territorial, recursos naturais e expertise, o Brasil é um dos líderes mundiais na produção e exportação de alimentos.

A Saura está pronta para ajudá-lo a impulsionar sua produção agrícola! Se você é um produtor rural em busca de crédito rural para expandir seus negócios, conte com a gente para fornecer um suporte abrangente e especializado. 


Com nossa experiência e agilidade no atendimento junto ao Banco do Brasil, facilitamos o acesso a diversas modalidades de crédito rural, adaptadas às suas necessidades específicas.



Comments


bottom of page